Conexão Digital
15/08/2016
Quais redes sociais são mais usadas e quais são mais adequadas para o meu negócio?

Quando a gente acha que algumas redes sociais estão se consolidando, surgem outras e derrubam as primeiras, assim como o Facebook destruiu o falecido Orkut e tantas outras que você nunca nem ouviu falar.

As redes sociais mais populares variam muito quanto a utilização em diferentes países de acordo com a demografia. A compreensão das diferenças na popularidade de cada rede social é realmente importante, assim como a segmentação de cada público-alvo. 

É um erro de amostragem definir as redes sociais pela quantidade de contas de usuário, pois muitos dos usuários não são ativos nas plataformas. Algumas redes sociais estão crescendo de forma exponencial, enquanto outras neste exato momento (2016/8) estão em sério declínio.

Quais são as redes sociais mais populares?

O Facebook permanece em 2016 superior a todas as redes sociais. Com mais de 1,6 milhões de usuários ativos, detém uma quota de mercado de 18%, 7% mais do que seu concorrente mais próximo, o WhatsApp, que também pertence a Mark Zuckerberg. 

Abaixo veja o ranking das redes sociais mais utilizadas (usuários ativos) mundialmente até abril de 2016:

Redes sociais mais utilizadas no mundo.

Sim, você deve ter visto na imagem acima redes provavelmente desconhecidas para você como QQ (9%), WeChat (8%) e Qzone (7%), todos com mais de 600 milhões de usuários ativos. Estas são redes sociais com grande uso em países orientais e por isso você não as conhecia. Mas a predominância ainda é de redes sociais ocidentais como o Tumblr (6%), Instagram (4%) e Twitter (4%).

A realidade brasileira acompanha a mundial, mas elimina estas redes ainda desconhecidas por aqui. Portanto, ainda usamos mais o Facebook, WhatsApp, Facebook Messager, Instagram e Twitter.

 

Crescimento global das redes sociais nos últimos anos

Enquanto o Twitter manteve um crescimento moderado, o Facebook disparou na frente, assim como o WhatsApp criado em 2013 e de leve o Instagram, criado no mesmo ano. O WeChat, impulsionado pelo seu uso disseminado na China, país extremamente populoso, segue em quarto lugar no gráfico de crescimento e popularidade. 

Crescimento das redes sociais nos últimos anos.



Youtube e o fenômeno dos influenciadores

Por mais desligado de redes sociais que você seja é impossível que nunca tenha assisti a um vídeo no Youtube. Com mais de um bilhão de usuários no mundo inteiro, é uma rede que não parou de crescer desde sua criação em 2005. Segundo dados do próprio Youtube, pessoas entre 18-49 anos assistem mais a vídeos no Youtube do que qualquer rede de TV a cabo nos EUA, e ainda assim 80% das visualizações são de fora dos EUA. 

Mas o fenômeno que mais vem chamando a atenção dessa rede social são os influenciadores, também conhecidos como Youtubers. É muito provável que você já tenha escutado esse termo, ou saiba quem são alguns deles, mesmo que não use internet. Eles estão por todos os lugares, em programas de TV, filmes, jornais, lançando livros... 

Kéfera Buchmann, Whindersson Nunes, Bruna Vieira, Camila Coutinho, Felipe Castanhari, PC Siqueira, Felipe Neto, Danielle Noce, já ouviu falar de algum deles? Não? Então deveria, pois eles vendem, e vendem muito. Com anúncios escondidos em seus vídeos esses influenciadores têm impulsionado marcas e produtos há anos, fazendo com que as pessoas comprem sem dar-se conta do porquê. 

Mas não se deve esquecer que o Youtube tem uma relação quase simbiótica com outras redes sociais. Para chamarem público para os seus canais, os youtuber postam chamadas em redes sociais como Facebook, Twitter, Snapchat e Instagram, e para conseguirem cliques nessas páginas de redes sociais, eles postam os vídeos, ou parte deles, nelas. 

Não descarte o Youtube como uma opção, seja com anúncios mais tradicionais que passam antes dos vídeos, ou com anúncios através de influenciadores. 


Qual rede social é mais envolvente e tem mais engajamento?

Um fator determinante para dedicarmos tempo de nossas equipes no marketing digital e social é o envolvimento que cada rede gera no público. No gráfico abaixo podemos ver novamente o domínio absoluto do Facebook, que também possui o maior engajamento de acordo com o tempo de uso perante os consumidores.

O gráfico acima da Comscore mostra o engajamento em termos de tempo gasto na plataforma versos o alcance entre o grupo demográfico. O Facebook segue a frente tal e qual o desempenho que Usain Bolt ou Michael Phelps mostram nas Olimpíadas Rio 2016. Mas o Snapchat está se mostrando muito importante em termos de envolver e engajar o público e uso mensal por visitante.

Crescimento das redes sociais nos últimos anos.


O domínio completo do Facebook é aparente no gráfico abaixo, onde podemos ver uma penetração de 63% por acesso do aplicativo pelos usuários, 15 dias em média utilizados na plataforma e oito horas gastas, em média, por usuário no Facebook. Números extraordinários.

Domínio completo do Facebook.


Uso de redes sociais por faixa etária

As redes sociais têm crescido assustadoramente, fazendo sombra inclusive para a TV e outras mídias tradicionais e mais reconhecidas, mas há uma certa estabilização neste crescimento. O segmento que curiosamente está aumentando é a faixa etária de mais de 65 anos, que agora está impulsionando o crescimento destas redes. Entre 50-64 anos, o uso não aumentou desde 2013.

Uso das redes sociais por faixa etária.


Mas qual rede social eu devo usar para minha empresa?

Isso dependerá de seu nicho de marcado, em que país o seu negócio está sediado e qual a faixa etária de seu produto ou serviço. Entretanto, uma coisa é certa, se você quer estar nas redes sociais você não poderá dar as costas para o Facebook, afinal até a sua mãe usa esta redes social! É ou não é?

Mas há casos típicos. Se você trabalha com o mundo da moda, beleza, cuidado com o corpo, bem estar ou gastronomia, claro que o caminho secundário (além do Facebook) deve ser o Instagram, rede com mais de 65% dos usuários do gênero feminino. 

Se você tem um escritório de advocacia ou deseja fornecer serviços para segmentos de atuação amplamente técnicos e profissionais, deve pensar seriamente em LinkedIn.

Mas há redes sociais de segmentos específicos de mercado, como é o caso do Vivino, que reúne amantes de vinhos que compartilham suas experiências na degustação de novas safras e rótulos do mundo todo. Neste caso, há uma forte ação de segmento que pode render muito retorno caso você trabalhe neste ramo. 

Quem trabalha com entretenimento não tem como fugir do SnapChat, que está crescendo sem parar e está fugindo das garras de Mark Zucherberg, que se pudesse compraria todas as novas redes sociais que são criadas. 

Não há uma resposta pronta para todos os segmentos, mas é certo que, se você tiver que escolher onde deve estar, salvo segmentos muito específicos, deve focar seus esforços no Facebook. 

Mas cuide para não focar tanto esforço na rede que mais tem usuários no mundo e esquecer do local mais importante para sua empresa, o seu site. Embora as redes sociais sejam as grandes iscas para atrair atenção de seu público, é no seu site que você deve publicar o conteúdo mais extenso e definir suas estratégias. Se você está lendo este texto até agora é porque percebeu nossas chamadas nas redes sociais ou achou este artigo através de um mecanismo de busca como o Google

Seja qual for a estratégia de marketing digital que você, sua equipe ou empresa contratada terão nas redes sociais, mantenha na grande maioria das publicações links para o seu site, que deve ser o grande receptáculo de conteúdo para o seu público. 

Lembre-se que o Facebook é importante e ainda está em crescimento, mas um dia pode ocorrer com ele o que ocorreu com o Orkut. Se isso um dia ocorrer, todos os seus esforços não foram simplesmente retirados do ar em outra plataforma. 

Se você pretende contratar alguém, defina metas, uma verba a ser utilizada e procure uma empresa com boas referências para lhe propor uma estratégia. 

Mas se você ainda pensa em fazer você mesmo ou repassar a função a alguém de sua equipe, preocupe-se com o problema da curva de aprendizado, pois você levará muito tempo até ficar a ponto de bala para obter o retorno que deseja. É importante ter claro que, se você ou o membro de sua equipe não tem tempo para dedicar, não é prudente tentar uma receita caseira para as ações em marketing digital. 

 

Você está em dúvida sobre qual estratégia deve tomar nas redes sociais? Entre em contato com a nossa equipe para que possamos entender qual a sua necessidade e em que podemos lhe assessorar. 

Clique aqui e faça contato com a nossa equipe.